quinta-feira, 28 outubro 2021
InícioGeralFamília de Blumenau pede ajuda para filho adotivo com paralisia cerebral severa

Família de Blumenau pede ajuda para filho adotivo com paralisia cerebral severa

 

 

 

 

Por João Paulo Taumaturgo

Uma vida baseada na dedicação ao filho adotivo. Assim é a rotina de Soraia Cristina, moradora do Bairro Fidélis, em Blumenau. Ela cuida de João Gabriel Beumer, que completará 13 anos no dia 4 de março. Filho de uma usuária de crack, o menino foi diagnosticado com paralisia cerebral severa ainda bebê e Soraia o adotou desde pequeno. Ele respira por traquestomia e depende de cuidados especiais.

Porém, as dificuldades financeiras em manter os cuidados necessários por conta da doença crescem a cada dia e a família está pedindo ajuda. A família já participa de campanhas, como a de Troco Solidário, mas o valor arrecadado ainda é insuficiente para manter todas as necessidades diárias que vão desde fraldas, toalhas umedecidas, lençóis descartáveis, além da alimentação que é feita com Peptamen Junior, usa-se em torno de 24 latas por mês, cada lata tem custo aproximado de R$ 240,00.

Outros desafios da famílias são a troca da cama hospitalar que é de tamanho juvenil e as contas de energia elétrica. Só no último mês, por exemplo, a conta ficou em torno de R$ 580,00, pois a dificuldade de respirar exige que o ar condicionado fique ligado durante o dia todo.

A família ressalta que trabalha bastante para manter a casa, porém levando em consideração que o custo para manter a vida do João Gabriel é altíssimo, não nega nenhuma ajuda.

Para contribuir com a família você pode entrar em contato com a mãe, Soraia Cristina, através do Whatsapp (47) 99660-2363. Você também pode aderir Troco Solidário em prol do João Gabriel, as caixas estão espalhadas em diversas lojas comerciais de Blumenau.

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL
AGÊNCIA 3555 | OPERAÇÃO 013
CONTA POUPANÇA 7.604-8
Soraia Cristina Eleutério Beumer
CPF 786.004.139/15

João Paulo Taumaturgohttps://www.facebook.com/amoblumenau
De formação administrador, mas comunicador por paixão. Procuro trazer pontos de vista sobre os mais variados assuntos. Amo Blumenau.

MAIS LIDAS