sexta-feira, 30 julho 2021
InícioGeralFaema inicia primeira fase de restauração do Museu Fritz Müller

Faema inicia primeira fase de restauração do Museu Fritz Müller

Foto: Eraldo Schnaider

 

A Fundação Municipal do Meio Ambiente (Faema) iniciou os trabalhos de levantamento dos dados históricos do Museu Fritz Müller que será contemplado até o final deste ano com uma completa restauração. Segundo a diretora de Educação Ambiental, Adriane Velozo, o estudo compreende a coleta de informações sobre a estrutura original do local, da parte moderna e também administrativa. “Isso envolve ainda contato com pesquisadores sobre o museu e busca por qualquer informação que possa ser acrescentada no processo de restauração”, diz.

Entre outros avanços, a Faema já assinou o contrato com a arquiteta responsável pela execução das obras de restauração e instituiu ainda uma câmara técnica especialmente para apoiar a realização do projeto. A colaboração técnica conta com a participação da Universidade Regional de Blumenau (Furb), Fundação Cultural de Blumenau (FCBLU), Instituto Histórico Blumenauense, além do Desenvolvimento Econômico e do ambientalista Lauro Bacca. Segundo Adriane, o objetivo principal do grupo é ajudar na formatação do projeto para que seja possível a captação de recursos federais, em caso de necessidade.

Ampliação

A restauração do museu contou também com a aquisição do terreno ao lado, que possui uma área de mil metros quadrados, para fazer parte das mudanças e ampliações. Depois de finalizadas as obras de melhorias na estrutura, incluindo o estacionamento, o museu passará dos seus atuais cinco mil metros quadrados para seis mil metros quadrados de área total. Para o presidente da Faema, Alexandre Baumgratz, a restauração do local representa um enorme ganho cultural à cidade, além da importância ambiental e do atrativo turístico.

A completa restauração do Museu Fritz Müller para a Faema também representa as expectativas de comemoração ao nascimento do Dr. Fritz Müller, que completa 200 anos em 2022. Fundado em 1936, o local é resultado da necessidade de manter viva a memória e o trabalho de Fritz Müller. Abriga itens como insetos, animais taxidermizados, animais conservados em meio líquido, fósseis, ossos, peles, minerais, além de pertences do biólogo e de sua família. O local é administrado Faema.

Por Joni César, da PMB

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS