Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Fábrica de Gaiteiros de Blumenau participa de encontro do projeto no Rio Grande do Sul

 

 

 

 

 

Os alunos de Blumenau do Projeto Fábrica de Gaiteiros da Vila Itoupava participaram no último domingo, dia 1º, do encontro anual das turmas da iniciativa. O evento foi organizado pelo artista e coordenador, Renato Borghetti e ocorreu na cidade de Barra do Ribeiro (RS). A integração contou com alunos e professores de 12 unidades.

 

 

A viagem foi financiada com recursos do Centro Turístico e Cultural da Vila Itoupava (CTC), local onde as aulas são realizadas semanalmente. “A participação no Encontro Anual de Alunos foi uma ótima oportunidade para as crianças descobrirem como são fabricados os instrumentos e conhecerem um pouco mais do projeto. Saímos todos com o ânimo renovado, tendo a certeza de que este projeto será um divisor de águas para o desenvolvimento cultural do nosso distrito”, destaca Paulo Eduardo Ruediger, membro do conselho gestor do CTC, que voluntariamente acompanhou os alunos na viagem.

A turma de Blumenau esteve representada no encontro por 34 jovens, que estão participando do curso há apenas dois meses. Na oportunidade, eles conheceram a sede do projeto e ainda interagiram com alunos e familiares de outros pólos. No período da tarde, os blumenauenses também realizaram uma apresentação conduzida pelo professor Gustavo Almeida, que gerou inclusive elogios do próprio Renato Borghetti.

 

 

Blumenau foi a segunda cidade catarinense a entrar no projeto do Renato Borghetti implantado em 2019 no Distrito da Vila Itoupava. O objetivo é formar alunos em acordeão diatônico, instrumento conhecido popularmente na região sul do Brasil como gaita de oito baixos.

A iniciativa foi lançada em setembro, durante a programação do último aniversário de Blumenau, com a presença do prefeito Mario Hildebrandt e demais autoridades, por meio de parceria entre o fundo do Conselho Municipal de Desenvolvimento da Vila Itoupava (Comdevi) e o fundo do Centro Turístico e Cultural da Vila Itoupava (CTC).

Por Odair José da Silva [SECOM/BNU]

Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

Posts relacionados

Top