terça-feira, 11 maio 2021
Início Segurança Homicídio Espada comprada pela internet foi usada para matar as vítimas em Saudades...

Espada comprada pela internet foi usada para matar as vítimas em Saudades (SC)

Segundo a Polícia Civil, Fabiano era quieto, tinha se afastado dos amigos ultimamente e sofria bullying na escola.

No final da tarde desta terça-feira (4/05/21), foi realizada uma coletiva de imprensa onde foram passados mais detalhes sobre o perfil de Fabiano Kipper Mai, de 18 anos. Ele assassinou três crianças e duas professoras no Centro de Educação Infantil Aquarela, em Saudades (SC).

O delegado Jerônimo Marçal Ferreira conversou com os pais e a irmã de Fabiano. Segundo as informações levantadas, o jovem tinha um perfil problemático, costumava ficar em casa, não saía muito, jogava online, maltratava animais e não usava celular. Ele ficava muito sozinho e não tinha namorada.

Fabiano sofreu bullying na escola, e atualmente cursava o ensino médio. O jovem tinha poucos amigos e ultimamente tinha se afastado deles. Ele tinha um emprego e costumava guardar seu salário em vez de depositar no banco. Foram encontrados um total de R$ 11 mil em dinheiro, que segundo apurado pelo delegado, era fruto do seu trabalho e não tinha origem ilícita.

Todas as pessoas entrevistadas pela Polícia Civil se mostraram surpresas com os crimes e jamais imaginavam que Fabiano pudesse fazer isso. Ainda não foi possível descobrir o que possa ter motivado o crime, mas o delegado trabalha com algumas hipóteses, que não revelou.

A princípio ele agiu sozinho, não participava de nenhum grupo ou teria outra pessoa envolvida. Nos assassinatos foi usada uma espada ninja que Fabiano tinha comprado recentemente pela internet. Ele tinha outra arma branca, mas ficou na cintura.

A crueldade dele nas mortes foi surpreendente. O corpo de uma das crianças tinha cinco perfurações nas costas, outra no tórax e dois ferimentos corto contundentes na cabeça. Outra sofreu três ferimentos no abdômen, dois no tórax e um nas costas. A terceira vítima fatal tinha duas perfurações nas costas, uma no glúteo, duas no tórax inferior e uma no lado direito do abdômen.

As crianças foram identificadas como Sarah Luiza Mahle Sehn, de 1 ano e 7 meses, Murilo Massing, de 1 ano e 9 meses, e Anna Bela Fernandes de Barros, de 1 ano e 8 meses.

A professora Keli Adriane Aniecevski, de 30 anos, sofreu dois ferimentos cortantes na perna direita, próximo ao calcanhar, outro na perna esquerda, quatro perfurações nas costas e um no braço esquerdo. Já a servidora sócio-educativa educadora Mirla Renner, de 20 anos, teve duas lesões no abdômen, chegou a ser levada ao Hospital Regional do Oeste, em Chapecó, mas não resistiu.

Os corpos estão no necrotério de Chapecó e devem ser liberados até às 22h30 depois de passarem pelos legistas.

Avatar
O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS