quinta-feira, 2 dezembro 2021
InícioGeralEscadaria que leva Morro do Aipim vai virar "Cachoeira de Concreto"

Escadaria que leva Morro do Aipim vai virar “Cachoeira de Concreto”

"Como o local é envolvo de mata, o conceito partiu da ideia de criar esta cachoeira, com desenhos de plantas e peixes dentro da realidade da cidade.", destacou a artista blumenauense Elisa Joana da Silva.

A escadaria do Morro do Aipim, que dá acesso à rua do antigo restaurante Frohsinn será revitalizada e vai virar uma “Cachoeira de Concreto”. A proposta foi idealizada e será executada pela artista blumenauense, Elisa Joana da Silva.

“Como o local é envolvo de mata, o conceito partiu da ideia de criar esta cachoeira, com desenhos de plantas e peixes dentro da realidade da cidade. Eu resido próximo ao local e vejo muitas pessoas utilizando o espaço, que depois de colorido deve receber ainda mais pessoas”, comentou Elisa.

O local já é utilizado pela comunidade e com o toque mais colorido pode virar atração turística. A proposta da artista é valorizar o concreto em meio à natureza.

A pintura na escadaria, que possui cerca de 50 metros e 121 degraus, pode estar pronta em no máximo uma semana a partir do início do mês de dezembro. Serão utilizadas tintas específicas para ambientes externos, proporcionando maior durabilidade.

Este será o primeiro projeto em parceria com a Tintas Coral, pelo Movimento Tudo de Cor, que já produziu parcerias em outras cidades pelo Brasil, como por exemplo, o Bondinho do Pão de Açúcar, um dos principais pontos turísticos do país, que foi transformado em um ambiente ainda mais especial e colorido.

Para o secretário de Turismo e Lazer e presidente do Parque Vila Germânica, Marcelo Greuel, este é mais um espaço em Blumenau que merece ser valorizado. “A comunidade e turistas agora terão mais este local para visitação e contemplação em meio à natureza. Uma parceria importante, que poderá ser replicada em outros pontos da cidade”, destaca.

Tudo de Cor

O Tudo de Cor é um movimento sociocultural sustentável que acredita no poder da cor e busca levar transformação e cidadania para milhares de patrimônios culturais, comunidades e entidades em todo o Brasil, a partir de ações voluntárias de pintura e restauração. Ao longo de seus 10 anos de história, mais de 1,8 mil projetos foram entregues, 10,1 mil imóveis renovados, 4,6 mil pintores formados e 1 milhão de litros de tinta utilizados, mobilizando ao todo, mais de 45 mil voluntários.

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS