segunda-feira, 17 janeiro 2022
InícioEntrevistaEntrevista com o presidente da FAEMA revela dados interessantes sobre o Parcão

Entrevista com o presidente da FAEMA revela dados interessantes sobre o Parcão

Parque_animais_4-6-16_28
Fernando Leite, presidente da FAEMA (a direita de barba)

 

No sábado (4/6/16), cerca de 100 pessoas participaram da solenidade de entrega do Parque dos Animais Doutora Lúcia Sevegnani, também chamado de Parcão Blumenau. O evento contou com várias autoridades, inclusive o presidente da Fundação do Meio Ambiente (Faema), Fernando Leite.

Conversamos sobre o desenrolar do projeto e outros detalhes que tornaram realidade o segundo parque na cidade voltado aos animais de estimação. O primeiro pet place foi inaugurado na Vila Nova.

Fernando-LeiteOBlumenauense: Como iniciou e foi encaminhado o projeto do Parque dos Animais?

Fernando Leite: O espaço foi uma ideia das associações protetoras de animais no início de 2013. Quando eu assumi [o cargo na Faema], o projeto estava parado e informei o prefeito Napoleão, que já conhecia a proposta e pediu para que eu desse andamento. A partir daí nós solicitamos à secretaria de planejamento fazer a planta da revitalização.

Depois de aprovado, encaminhamos para a licitação e hoje estamos entregando a obra que custou cerca de R$ 100 mil, sem mexer no orçamento da cidade. Por deliberação do Conselho Municipal do Meio Ambiente, nós conseguimos os recursos para revitalizar esse espaço, através das multas ambientais.

Estamos resgatando esse local para convívio de pessoas do bem e acredito que a comunidade está bem servida. Blumenau realmente precisava de um espaço e praça dedicado aos animais de estimação. As associações e entidades protetoras de animais, ansiavam por um local assim.

 

Parque_animais_4-6-16_25

 

OBlumenauense: O local não ficou com boa fama depois de ficar parado em função da tragédia de 2008. Como pensaram na questão de segurança aos frequentadores?

Fernando Leite: Também pensamos nesse detalhe. Por isso não posso deixar de mencionar o Supermercado Angeloni que nos ajudou com a reforma dos portões e na vigilância eletrônica. As câmeras de monitoramento registram o que acontece nesse espaço que já foi frequentado por meliantes e vândalos. Tinham pessoas que inclusive habitavam a casinha da praça.

Durante a obra, a prefeitura contratou um vigilante para cuidar do local, que continuará a contar um profissional para esse serviço. Acredito que a praça voltará a ter sua função social, como mais uma opção de lazer para a comunidade blumenauense.

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS