domingo, 23 janeiro 2022
InícioEconomiaEntregue a ampliação de 45% do espaço físico do Senai de Timbó

Entregue a ampliação de 45% do espaço físico do Senai de Timbó

Foto: Fililpe Scotti

 

Uma solenidade na noite desta terça-feira (24/07/18), entregou a ampliação da unidade do SENAI de Timbó (SC) que ficou 45% maior. O novo espaço com 1,3 mil m² recebeu investimento de R$ 300 mil, dos quais R$ 235 mil em máquinas, equipamentos e mobiliário, além de R$ 65 mil em obras civis.

A unidade poderá melhorar ainda mais seu atendimento áreas de eletroeletrônica, tecnologia da informação, gestão e têxtil. Em 2018, o SENAI de Timbó completa 30 anos, nos quais foram geradas 18 mil matrículas.

O evento teve a presença do presidente da Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC), Glauco José Côrte, entidade da qual o SENAI é vinculado. “Desde a instalação em Timbó, o município e a região cresceram. O número de trabalhadores da indústria de transformação passou de cinco mil para quase 10 mil. Este crescimento também exige que novas competências sejam formadas para o mercado de trabalho. É nesse sentido que o SENAI se moderniza constantemente e amplia suas atividades”.

Côrte destacou que não significa somente uma ampliação da infraestrutura e melhoria das condições para a formação de profissionais, mas também atesta o avanço cada vez mais intenso na direção de uma estrutura econômica regional e estadual mais sólida e competitiva. “No entanto, mais do que o ambiente físico, que é importante, para nós da FIESC, do SENAI e do SESI, o essencial são as pessoas”, afirmou, referindo-se aos alunos, professores e industriais, que são os destinatários da unidade.

O presidente do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Timbó (SIMMMET), Edvaldo Ângelo, também diretor 1º secretário da FIESC, ressaltou o trabalho voluntário do grupo que lidera o sindicato, que investiu no Centro Empresarial de Timbó. Destacou que o País enfrenta um cenário complexo, em que as adversidades políticas têm efeitos na economia, com descontrole do gasto público e urgência na realização de reformas. Mas contrapôs que o exemplo dos industriais do SIMMMET e o investimento do SENAI dão esperança para um futuro melhor. “O SENAI abriu mais vagas para adolescentes se profissionalizarem em substituição à ociosidade desses adolescentes. Evidentemente, serão profissionais mais preparados para atender a evolução tecnológica”, disse.

“Os números do SENAI dão orgulho”, afirmou o diretor regional do SENAI/SC, Jefferson de Oliveira Gomes. “Em tempos de crise, formamos 2,5 milhões de pessoas ao ano no País, dos quais 120 mil em Santa Catarina. O mais impressionante é que mesmo em tempos de crise nossos alunos têm empregabilidade de 90%”, disse, destacando que o trabalho dá dignidade às pessoas. Ele informou que em Timbó, que nos últimos anos dobrou o número de matrículas anuais para 1,1 mil, não houve redução no número de alunos, apesar da recessão, ao contrário do que ocorreu no restante do País. “Esta marca é o resultado do empenho de uma comunidade empresarial comprometida com a educação”, afirmou.

Para o prefeito de Timbó, Jorge Krüger, o trabalho do SENAI representa a transferência de conhecimento aos futuros pais de família. “Qualificação profissional significa fortalecer a indústria e o comércio”, destacou. Desde 2010, a unidade do SENAI está no Centro Empresarial de Timbó, onde também funcionam outras entidades, como o SIMMMET, o SENAC e a Associação Empresarial do Médio Vale do Itajaí.

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS