segunda-feira, 25 outubro 2021
InícioEconomiaEmpresa de Pomerode ganha medalha de bronze no International Chocolate Awards

Empresa de Pomerode ganha medalha de bronze no International Chocolate Awards

Foto: divulgação / Nugali
Foto: divulgação / Nugali

 

Até então, era mais comum ver as cervejarias artesanais do Vale do Itajaí competir e conquistar prêmios internacionais. Mas o gosto da vitória saiu do amargo e entrou na esfera doce na cidade mais alemã do Brasil.

Duas empresas brasileiras ganharam premiações na International Chocolate Awards, em Londres, que reuniu aproximadamente 1,7 mil produtos feitos no mundo. A Nugali, de Pomerode, ganhou a medalha de bronze com o chocolate Serra do Conduru, na categoria Barras de Chocolates Escuros.

No dia 27 de junho, o produto que usa cacau cultivado na serra baiana já havia passado com medalha de prata pela etapa que reuniu fabricantes das Américas, Ásia e Oceania. Uma vitória importante porque pode estimular outras empresas da região a investir nas premiações que agregarão valor nas suas marcas.

Na categoria Drágeas de Chocolate ao Leite Cobertas com nozes, a empresa Chocolat du Jour, de São Paulo, ficou com as medalhas de  prata e bronze. As duas foram as únicas fabricantes brasileiras a conquistarem uma medalha na final mundial da premiação, entre as 14 finalistas.

 

maite_ivan_nugali

 

A Nugali foi fundada em 2004 pelo casal Maitê Lang e Ivan Blumenschein, que trabalhava na Embraer como engenheiros em cargos de gerência e administração. Atualmente, a fábrica instalada em Pomerode conta com 30 empregados. Os produtos são distribuídos em 650 pontos de venda, entre cafés e delicatessen, no país e até no exterior.

 

Serra do Conduru e Cacau Fino

O nome do chocolate faz menção ao Parque Estadual da Serra do Conduru com uma área de 92,75 km², localizado no estado da Bahia e criado pelo decreto 6.227, em 21 de fevereiro de 1997. O chocolate é produzido com cacau fino cultivado na Fazenda São Pedro, que fica nos sopés da Serra do Conduru.

O cacau fino ou de aroma recebe cuidados especiais na seleção e cultivo dos cacaueiros, colheita, fermentação e secagem dos frutos, para que seus sabores e aromas se desenvolvam plenamente. Sabor naturalmente adocicado, com predominância de aromas frutais e cítricos.

As plantas são cultivadas à sombra das árvores nativas em um sistema agroflorestal, contribuindo para a preservação da Mata Atlântica. Para não perder toda riqueza do sabor do cacau, nem mesmo baunilha é adicionada em sua formulação. O produto também não possui glúten, nem lactose. No site da Nugali, a barra de 85g é comercializada a R$ 13,50.

 

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS