sexta-feira, 21 janeiro 2022
InícioEconomiaEducação financeira: veja quais são as contas que batem à porta em...

Educação financeira: veja quais são as contas que batem à porta em janeiro

IPTU, IPVA, materiais escolares, entre outras despesas já entram no primeiro orçamento do ano.

2022 já chegou e, junto com o primeiro mês do ano, gastos como matrícula e material escolar, IPTU, IPVA — que veio mais salgado do que em 2021 -, entre outras despesas batem à porta. Para auxiliar nessa e em demais situações, o planejamento financeiro é fundamental.

O Imposto Sobre Propriedade de Veículo Automotor (IPVA) deve ser um dos principais gastos desse começo de ano. Isso porque a crise do coronavírus causou um fenômeno raro: os carros usados tiveram aumento em seu valor de tabela, o que puxou para cima o imposto — que é calculado justamente com base neste valor. Alguns motoristas podem até se assustar com o aumento de quase 30% no IPVA.

Mas, além dele, o boleto do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) também costuma chegar em janeiro. Essas duas despesas, se aparecem junto com o novo ano, podem gerar o questionamento se devem ser pagas à vista ou de forma parcelada. Para Louize Pereira Oliveira, Analista de Educação Financeira do Sicoob (Instituição financeira cooperativa com mais de 5,6 milhões de cooperados), depende de como está a sua vida financeira.

“Se a pessoa seguiu as dicas do Sicoob ou já se planejou no último mês guardando uma quantia do 13º salário, ou se organizou para essas despesas ao longo de 2021, é recomendado pagar à vista, pois alguns descontos são fornecidos, podendo chegar a até 10%, dependendo da localidade em que a pessoa está. Mas, se for para tirar dinheiro do orçamento mensal e ficar endividado com gastos corriqueiros, como compras no supermercado e abastecimento de veículos, o parcelamento é a melhor opção”, diz a analista.

Louize lembra que, além dos impostos, outros compromissos também chegam em janeiro. Para quem tem filhos, a volta às aulas, materiais escolares e, em alguns casos, matrículas/mensalidades, devem entrar no orçamento. “Orientamos solicitar na instituição de ensino a lista de materiais e, se já tiver alguns itens em casa, reutilizá-los e comprar apenas o necessário. Em caso de livros, a pesquisa é fundamental. Mas o mais importante de todo esse processo é aquela velha dica de listar tudo o que entra de receita em sua casa e tudo o que é gasto”, diz. “Assim, a pessoa consegue visualizar quais possibilidades se encaixam em sua vida financeira”.

Para auxiliar a população durante todo o ano de 2022, o Sicoob disponibiliza, para os cooperados e não cooperados, o Se Liga Finanças ON, um curso on-line e gratuito com o objetivo de ajudar os brasileiros a ter uma vida financeira mais saudável.

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS