quarta-feira, 14 abril 2021
Início Saúde Coronavírus Divulgada a situação dos leitos UTI COVID SUS adultos em toda Santa...

Divulgada a situação dos leitos UTI COVID SUS adultos em toda Santa Catarina

Até às 11h08 desta sexta-feira (5/03) ainda havia uma vaga disponível no Estado.

O colapso no sistema público de saúde continua em Santa Catarina. Pelo menos para aquelas pessoas que passam pela situação mais grave da Covid-19, quando são necessários equipamentos e equipes especializadas.

Apenas um leito de UTI COVID SUS adulto no Hospital Regional Helmuth Nass de Biguaçu estava disponível em todo estado. Os dados foram divulgados às 11h08 desta sexta-feira (5/03/21) no site Tabela Leitos SUS hospitais, mantido pela Secretaria Estadual de Saúde.

Por volta das 23h08 de ontem, ainda havia duas vagas no Vale do Itajaí. Uma delas era no Hospital OASE de Timbó, e a outra no Hospital Doutor Waldomiro Colautti, em Ibirama. Pelo menos é o que aparecia na Tabela Leitos SUS nesse horário.

Nas enfermarias COVID SUS, ainda havia 630 vagas em Santa Catarina, 116 delas no Vale do Itajaí, incluindo as cidades que fazem parte da Foz do Rio Itajaí. Em Blumenau havia 21 vagas, ambas nos hospitais Santa Isabel e Santo Antônio.

E a situação preocupa. Entre o domingo (28/02) e a quinta-feira (4/03), foram registrados 25.463 casos novos de Covid-19 e 395 pacientes morreram infectados com o SARS-COV-2 em Santa Catarina. Neste mesmo período, foram confirmados 1.276 casos novos e 12 óbitos em Blumenau.

Muitas autoridades em saúde já relacionam essa nova onda da doença com as variantes e sua rápida transmissão. O que tem se observado é a faixa etária dos óbitos, já cada vez mais pacientes entre 40 e 60 não resistem às complicações causadas pelo coronavírus.

Com a chegada do fim de semana, que mais uma vez terá lockdown para as atividades não essenciais entre às 23h de sexta-feira e 6h de segunda-feira. Não vá, nem promova festas. Assista um filme em casa, leia um livro, curta do jeito que der o seu lar.

Avatar
O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS