quinta-feira, 21 outubro 2021
InícioGastronomiaDicas para harmonizar vinhos e espumantes com os pratos da ceia de...

Dicas para harmonizar vinhos e espumantes com os pratos da ceia de Natal

 

espumante_01

 

Texto: Josiane Caetano

A ceia é um dos momentos mais especiais do Natal. As receitas tradicionais são preparadas para serem servidas à meia-noite do dia 24, em um momento de confraternização com a família e amigos. Diante de tanta variedade de vinhos e espumantes, muitas vezes surge a dúvida de harmonização.

Qual prato combina com este vinho ou com aquele espumante? Pensando nisso, o sommelier da Cooper (Cooperativa de Produção e Abastecimento do Vale do Itajaí), Marcelo Alonso, traz algumas dicas valiosas para auxiliar nessa decisão e ajudar a acertar nas combinações com as principais delícias natalinas.

Confira:

 

espumante_02

Aperitivo

Como será uma noite de fartura e diversidade de pratos, a sugestão é começar com vinhos leves como espumantes do tipo Prosecco, ou mesmo vinhos brancos de uvas como Chardonnay, Torrontés ou Sauvignon Blanc que não passem por carvalho (tratamento por meio do qual o vinho repousou em barril de carvalho antes de ser transferida para o envelhecimento em garrafa e, por fim, destinada ao consumidor final).

Pernil assado

Neste caso ainda não são necessários vinhos tão estruturados ou pesados, bastam vinhos de médio corpo a encorpados podendo se prevalecer das uvas Tempranillo, Touriga Nacional ou Merlot. Também é possível ficar nos espumantes, neste caso os de mais estrutura, como os fermentados em garrafas (Champenoise).

Aves (chester, peru, frango)

Desta vez, são duas sugestões: para os vinhos tintos indica-se reservar os da emblemática uva Pinot Noir e, para vinhos os brancos, o Chardonnay. Lembrando também que os espumantes podem ser uma ótima pedida;

Tender

Levando em conta que os molhos de fim de ano são mais exóticos, às vezes, com uma leve doçura, pode-se manter os espumantes, bem como aventurar-se com uvas do mesmo estilo como Riesling e Chardonnay para vinhos brancos, ou tintos de Merlot ou Cabernet Sauvignon;

Bacalhau

A tradição e os diversos estilos de preparo deste prato tão querido pelos brasileiros, também podem acompanhar tintos e brancos, tanto os brancos de chardonnay (agora podendo ter uma passagem por carvalho) ou espumantes. Assim mantendo a tradição lusitana, pode-se inserir os tintos de uvas Aragones, Tinta Roriz, Touriga Nacional,

Rabanada

Vinhos doces são a pedida. Os espumantes Moscateis ou mesmo os vinhos de colheita tardia são ótimas opções. Que tal um bom vinho do porto branco?

Carnes grelhadas, assadas, recheadas

Para carnes grelhadas, os vinhos leves são ideais; para carnes assadas, são sugeridos os vinhos de médio corpo; para carnes recheadas que levam molhos, a indicação são os vinhos encorpados;

Carnes com molho

Aqui, a sugestão são os vinhos mais estruturados e de bom corpo, para acompanhar a suculência.

Sobremesas natalinas

Neste caso, é possível usar três estilos de vinhos doces: os espumantes Moscateis, os de colheita tardia ou até os tradicionais vinhos do porto.

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS