quarta-feira, 1 dezembro 2021
InícioVale do ItajaíBalneário CamboriúDIC de Balneário Camboriú esclarece homicídio de motoboy

DIC de Balneário Camboriú esclarece homicídio de motoboy

A Polícia Civil, através da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Balneário Camboriú, esclareceu o crime de homicídio que vitimou José Alberto Medeiros, de 19 anos, em 2013. O crime aconteceu em Balneário Camboriú, no dia 5 de janeiro daquele ano.

A vítima foi atingida por 12 disparos de arma de fogo, em frente a uma pizzaria localizada na Avenida Palestina, esquina com Rua Jordânia, no bairro das Nações, onde ele iria começar a trabalhar no dia seguinte. Após os disparos, os assassinos fugiram em uma motocicleta Honda Fan vermelha. A vítima não resistiu aos ferimentos e faleceu no local. A DIC de Balneário Camboriú foi acionada e deu início às primeiras investigações na noite do crime.

Ficou claro para a Polícia, que se tratava de uma execução, especialmente pelo número de estojos de pistola calibre 9 mm encontrados a poucos metros da vítima. O Instituto Geral de Perícias (IGP) de Balneário Camboriú, concluiu que ao todo foram efetuados 12 (doze) disparos na vítima.

Os agentes da DIC também apuraram que um veículo Ford KA preto, passou pelo local 15 minutos antes do crime, Os ocupantes do veículo observaram de forma intimidadora tanto a vítima quanto as outras pessoas que estavam na pizzaria. Uma denúncia informou que as pessoas do veículo foram vistas conversando com os ocupantes da motocicleta utilizada no crime, e a ordem de execução foi ouvida por uma testemunha.

Alisson-Santos-SiveiraO investigado Álisson dos Santos Siveira, conhecido como “Cegonha” foi reconhecido como o carona da moto, e que teria realizado os disparos contra a vítima. As investigações também apuraram que dias antes, na noite de Natal de 2012, Álisson estava em posse de um veículo Mercedes modelo SLK Kompressor preto. Após entrar no pátio de um posto de combustíveis, ele obstruiu a passagem do veículo da vítima, ocorrendo uma colisão e pequenos danos, gerando uma discussão entre Álisson e a José.

Por receio que a Polícia fosse acionada, pois mencionou que tinha algo ilícito no carro, o Álisson abandonou o local do acidente, mas fez ameaças à José. Horas depois o veículo Mercedes foi apreendido pela Polícia Militar. O proprietário foi identificado, tratando-se de um dentista e “cliente” de Álisson, que teria “empenhado” o veículo em troca de drogas.

Devido ao reconhecimento de Álisson na cena do crime, e da discussão ocorrida entre investigado e vítima, bem como pelas demais provas constantes do Inquérito Policial, a Autoridade Policial representou pela prisão preventiva contra o suspeito.

Ele foi denunciado pelo Ministério Público pela prática do crime de homicídio, agravado pelas qualificadoras da futilidade e meio que dificultou a defesa da vítima, sendo a denúncia aceita pelo Poder Judiciário.  Autoridade Policial aguarda deferimento judicial do pleito, para cumprir a prisão do investigado que já se encontra recolhido na Penitenciária de São Pedro de Alcântara, na Grande Florianópolis.

A vítima não possuía nenhum antecedente criminal e trabalhava como motoboy, sendo reconhecido como pessoa idônea por amigos e familiares. Já Álisson possui extensa ficha criminal pela prática de crimes de roubo e por integrar uma organização criminosa. Desde a adolescência ele possui envolvimento com práticas criminosas, sendo apreendido pelo cometimento de atos infracionais análogos aos crimes de homicídio e tráfico de drogas.

Dados e foto: DIC Balneário Camboriú

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS