sábado, 25 setembro 2021
InícioAnimaisDepois de ser resgatada e tratada, tartaruga-verde morre durante a fase de...

Depois de ser resgatada e tratada, tartaruga-verde morre durante a fase de reabilitação

 

 

 

 

Fotos: PMP-BS / Univali

Em março, o Projeto Tartabinhas resgatou uma tartaruga-verde (Chelonia mydas) na praia de Bombinhas (SC), onde a ONG atua na proteção de tartarugas marinhas.

O animal foi encaminhado bastante debilitado ao Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) da Univali, com complicações digestivas e nutricionais. Além disso, estava cheio de epibiontes (cracas) na carapaça e lacerações arredondadas nas nadadeiras.

 

 

A tartaruga-verde passou por tratamento veterinário na Unidade de Estabilização de Animais Marinhos da universidade. Na última etapa da recuperação, a reabilitação para voltar ao mar, ela infelizmente acabou morrendo. Esse processo aconteceu no Projeto Tamar, em Florianópolis (SC), instituição parceira do PMP-BS.

 

 

A partir do exame de necropsia foi possível identificar uma grande quantidade de resíduos sólidos no conteúdo gastrointestinal, entre linhas de nylon, fragmentos de sacolas plásticas e um canudo descartável. O exame foi realizado pela equipe do Tamar.

O animal apresentava úlceras perfuradas e fecaloma no intestino grosso, além de outras complicações. Este tipo de lesão pode ou não estar associada à presença dos resíduos sólidos.

A equipe do projeto da Univali lembra que o plástico é uma grande ameaça à fauna marinha.”Precisamos repensar nossas atitudes e hábitos de consumo, refletir sobre o nosso compromisso com a natureza. A ação é pessoal, mas as transformações resultam do trabalho e consciência coletiva”.

 

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS