sábado, 27 novembro 2021
InícioEconomiaCopa do Mundo: Os negócios blumenauenses entram em campo

Copa do Mundo: Os negócios blumenauenses entram em campo

Empresas blumenauenses aproveitam o bom momento e investem em produtos associados à data. Segundo pesquisa, os setores de artesanato e moda estão entre os que mais lucrarão

O Brasil será palco de um dos eventos mais esperados do esporte: a Copa do Mundo. Além dos gritos das torcidas, os setores da indústria, comércio e serviços também terão muito o que comemorar.

De acordo com uma pesquisa realizada pela Ernst & Young, Fundação Getúlio Vargas (FGV) e Sebrae, até o final de 2014, R$ 112 bilhões serão injetados na economia brasileira resultando em mais de três milhões de empregos. Entre os segmentos que mais lucrarão estão o de artesanato e moda, que deverão observar um crescimento da produção de R$ 50,18 bilhões.

Em Blumenau (SC), algumas empresas aproveitam o bom momento e investem em produtos relacionados à Copa do Mundo. É o caso da Eurofios, que desenvolveu um fio verde e amarelo e que pode ser usado em trabalhos manuais referentes à data, mas sem perder o foco da empresa: toda matéria prima utilizada é resíduo de indústrias têxteis da região.

Fio_amarelo_Eurofios_Copa-Mundo-01
Eurofios desenvolveu um fio verde e amarelo | Imagem: Fernanda Sensi

“A Copa do Mundo é um evento que tem muito a ver com o povo brasileiro e com isso notamos uma oportunidade de divulgar nossas ações e dar opções aos consumidores para adquirir produtos artesanais voltados para o tema e com apelo sustentável”, explica Adilson Moura, diretor de operações da Eurofios. A ideia, segundo Adilson, é continuar com a produção desse material até 2016, quando acontecem as Olimpíadas.

Miss_Mamy_Eurofios_Copa-Mundo-01

A Miss Mammy, loja especializada em moda gestante também apostou nessa data e traz na coleção Outono Inverno 2014, peças para que os pais celebrem não apenas a seleção brasileira, mas a chegada de um novo membro da família. “São três camisetas disponíveis – feminina adulto, masculina adulta e feminina infantil. Além da cor verde e amarelo, as peças trazem estampas com desenhos e frases divertidas”, complementa Simone Papst, diretora da Miss Mammy.

A Copa do Mundo acontece de 12 junho a 13 de julho e a expectativa é que o número de estrangeiros que vêm para o Brasil cresça até 79%.

Sobre a Eurofios

Muitos dos retalhos e resíduos têxteis de confecções e malharias acabam no lixo. A Eurofios transforma o que antes era descartado em um novo produto: barbantes e fios para trabalhos manuais.

Todo o processo é realizado pela companhia: desde a coleta do material, passando pela classificação e produção do barbante ecológico. Já são quase 90 mil toneladas de retalhos reaproveitados pela empresa.
Sobre a Miss Mammy

A marca nasceu quando Simone engravidou, em 2009. Ela percebeu que, além de escassas, as opções de peças não variavam muito das batas e roupas grandes. Decidiu que, depois que a filha nascesse, abriria uma loja para gestantes. “No compasso da mulher moderna, que trabalha e mantém uma vida completamente normal até os últimos períodos da gravidez, não encontrava opções no mercado”, diz.

Quando abriu a loja, que tem o mesmo nome da marca, percebeu que a falta não estava apenas no varejo, mas também no atacado. “Quando visitava empresas para comprar peças para a loja, encontrava a mesma realidade que eu vivia como consumidora. Daí surgiu a ideia de começar a produzir”, comenta a executiva, que contou com o apoio da sócia Michelle Papst. Isso aconteceu em 2010.

A estrutura fabril é de outra empresa da família, a Papst Jeans, que está há mais de 20 anos no mercado.Desde então, a Miss Mammy já conquistou 210 pontos de venda em todo o país através de oito representantes. A expectativa é que o volume de vendas dobre este ano. A fábrica fica em Blumenau (SC).

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS