terça-feira, 11 maio 2021
Início Economia Confiança das famílias catarinenses é menor que em janeiro de 2013

Confiança das famílias catarinenses é menor que em janeiro de 2013

compras ilustrado
A confiança das famílias catarinenses neste início de ano, mesmo que ainda consideravelmente positiva, está menor que em janeiro de 2013. Apesar da renda das famílias continuar crescendo, os problemas apresentados pela economia nacional, o menor ritmo de concessão de crédito e a inflação persistentemente elevada impactaram em uma redução da confiança dos consumidores do Estado.

Para 2014, a perspectiva é de relativa estabilidade neste indicador. O novo ano, economicamente, deve apresentar quase que uma reprise de 2013, tornando muito improvável mudanças bruscas na confiança das famílias e no resultado das vendas do comércio. A Intenção de Consumo das Famílias (ICF) catarinenses apresentou queda anual de 2,4%, e mensal de 0,5%, chegando ao mês de janeiro no patamar positivo de 144,3 pontos, isso em uma escala que vai de 0 a 200 pontos.

Emprego e renda

Houve alta mensal nos indicadores de emprego, renda e consumo atual. Na comparação anual, o resultado menos expressivo foi a estabilidade do nível de consumo atual. A confiança em relação à renda atual subiu 0,7% em comparação com o mês de dezembro e 1,7% na comparação com o mesmo mês do ano anterior. Já as expectativas com relação ao consumo atual apresentaram altas de 0,3% na variação mensal e estabilidade na variação anual. Por fim, o nível de emprego atual aponta elevação de 6,4% em termos mensais e de 0,4% em termos anuais.

Em termos absolutos, todos os indicadores em questão se encontram acima da barreira dos 100 pontos, o que denota um otimismo dos catarinenses com emprego atual, renda atual e consumo. Os dados em ordem decrescente são: renda atual com 165,2 pontos, emprego atual com 150 pontos e, por fim, nível de consumo atual com 119,6 pontos.

O indicador que mede a perspectiva de emprego apresentou uma forte queda de 4,4% na comparação mensal e 1,2% na comparação anual. O acesso ao crédito, em termos mensais, apresentou alta de 0,5%. Já a variação anual teve queda de 2,6%. A perspectiva de consumo das famílias catarinenses caiu. O indicador teve como pontuação o valor de 149,9 pontos em janeiro deste ano, quedas de 5,5% na comparação mensal, a maior queda no mês, e 1,5% em relação ao mesmo mês de 2013.

via FECOMÉRCIO

Confira a pesquisa na íntegra aqui.

Avatar
O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS