quinta-feira, 27 janeiro 2022
InícioAnimaisComo escolher a ração ideal para o seu animal de estimação

Como escolher a ração ideal para o seu animal de estimação

 

Por * Susane Bohmann

Atendo muitas pessoas com dúvidas sobre a melhor forma de alimentar seu animal e por isso, o texto a seguir esclarece as principais questões levantadas pelos tutores.

A variedade de rações disponíveis no mercado é imensa e a escolha da mais adequada para o seu animal depende de alguns fatores como idade, estado de saúde e necessidades especiais.

Filhotes – filhotes são como bebês. Têm estômago pequeno, estão em fase de crescimento e possuem metabolismo rápido, logo, necessitam comer várias vezes ao dia em quantidades pequenas. O ideal seria até cinco vezes por dia, no mínimo três, até os seis meses de idade. A quantidade de ração varia de acordo com o peso do animal e as embalagens das rações costumam apresentar uma tabela que estabelece a quantidade diária total em gramas para você fornecer em pequenas porções ao longo do dia.

Adultos – adultos já podem receber alimentação duas vezes ao dia, respeitando as indicações do fabricante de acordo com o peso do animal. Existem rações para cachorros de trabalho/competição, para raças específicas, para portadores de doenças crônicas como diabetes, problemas renais/urinários, castrados e até para cães alérgicos. O tipo correto vai depender das necessidades de cada animal e o auxílio do veterinário é sempre indicado.

Idosos – apesar de o idoso ser menos ativo, ele também deve comer duas vezes ao dia. A indicação é que se utilize ração sênior, especial para a idade avançada, que possui alguns cuidados nutricionais importantes em relação a sobrepeso e articulações. São animais mais propensos a osteoporose, problemas cardíacos, circulatórios e tendem a engordar com mais facilidade. Esta ração também apresenta uma tabela para seguir de acordo com o peso do animal.

Gestantes – na gestação a cadela está com o útero aumentado, comprimindo o estômago. Porém, suas necessidades nutricionais aumentam. O ideal é oferecer de 3 a 4 refeições por dia, aumentando cerca de 10 % a quantidade de ração oferecida por semana. Durante a amamentação, o animal deve continuar comendo de 3 a 4 vezes por dia, para que consiga gerar leite para os filhotes. Pode-se substituir a ração de adulto por uma de filhote para garantir o aporte nutricional adequado, juntamente com água sempre fresca.

Lembre-se, um animal obeso não é saudável. A qualidade da ração, a quantidade certa e o tamanho do grão correto para o animal garantem saúde, peso ideal, pelagem brilhante e um corpo esguio. Se você comprar ração de baixa qualidade, terá pouca absorção pelo organismo devido aos ingredientes utilizados e consequentemente o animal defecará mais vezes e com volume maior.

Evite rações com corantes (as coloridinhas), conservantes artificiais por serem cancerígenos, proteínas de baixa digestibilidade (como farinha de penas) e excesso de carboidrato (como cereais na composição). Rações de boa qualidade fazem com que o animal absorva melhor os nutrientes e consequentemente geram menos resíduos para serem eliminados (fezes).

Muito cuidado com as rações vendidas a varejo, que ficam nos sacos ou latões abertos. A forma de armazenamento, umidade, fungos, moscas e ratos podem ser fatores agravantes para a saúde do seu animal.

Não deixe o animal ter acesso a ração o dia todo, pois ele pode comer mais do que precisa ficando obeso ou menos, por preferir ração fresca. Além de atrair formigas, baratas, ratos, fungos e bactérias. Mantenha o comedouro limpo.

Manter os mesmos horários também ajuda a verificar se o animal está com alguma alteração de apetite, o que pode ser um indicativo de problemas de saúde, além de auxiliar na hora de dar medicação, pois muitos medicamentos não podem ser dados em jejum.

 

* Susane Bohmann (CRMV – SC 7779) é médica veterinária formada no Instituto Federal Catarinense (campus Araquari) e Pós-Graduanda em Oftalmologia Veterinária pela ANCLIVEPA (SP). Tem seu consultório veterinário anexo ao Pet Shop Mr. Pet’s, na Rua Gustavo Zimmermann, bairro Itoupava Central.

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS