domingo, 17 outubro 2021
InícioEconomiaCidasc entrega primeiro Selo de Conformidade para uma empresa catarinense

Cidasc entrega primeiro Selo de Conformidade para uma empresa catarinense

cidasc_producao-qualidade_out2016

 

A empresa Moinho Jaraguá, de Jaraguá do Sul, é a primeira a receber o Selo de Conformidade Cidasc (SCC), que regulamenta o processo de transformação e produção de alimentos em Santa Catarina. Com a certificação, as empresas garantem ao consumidor que aquele alimento passou por um rigoroso processo de produção e controle. O SCC é concedido pela Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc), empresa vinculada à Secretaria da Agricultura e da Pesca.

O Selo de Conformidade Cidasc está disponível para empresas produtoras, fracionadores ou embaladores de alimentos de origem vegetal, como, por exemplo, conservas salgadas e doces, farinha de mandioca, erva mate, arroz beneficiado, frutas e doces em compota. Para receber a certificação, a empresa passa por uma série de adequações com auditorias e análises laboratoriais dos produtos.

Para a Moinho Jaraguá, o processo de adequação durou um ano e, na última sexta-feira, 14, os proprietários receberam o selo, que será impresso nas embalagens dos produtos. “Desde a primeira visita dos técnicos da Cidasc para apresentar o programa, nós, do Moinho Jaraguá, acreditamos na iniciativa e abrimos as portas para recebermos as auditorias e outros processos que nos ajudaram a comprovar a qualidade e a levar saúde às pessoas, através de alimentos seguros”, ressaltou o proprietário da empresa, Sandro Wille.

O Selo de Conformidade faz parte das ações de inspeção de produtos vegetais e as empresas interessadas em aderir devem procurar a Cidasc, que fará uma análise de viabilidade para implantação do projeto. Segundo o presidente da companhia, Enori Barbieri, o selo é um certificado de qualidade que prevê o acompanhamento de rastreabilidade do produto, da mesma forma como acontece com os produtos de origem animal.

Com o SCC, a Cidasc quer melhorar os produtos catarinenses e fortalecer as marcas comerciais, mantendo o Santa Catarina como modelo na produção de alimentos seguros.

Fonte: Cidasc

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS