quinta-feira, 9 dezembro 2021
InícioClimaChuva causa 63 deslizamentos e 27 alagamentos em Blumenau

Chuva causa 63 deslizamentos e 27 alagamentos em Blumenau

Rua 5 de Oububro, bairro Itoupavazinha | Foto: Nadine Bianca

 

Na tarde deste sábado (31/03/18), Blumenau foi atingida por uma forte chuva que gerou alagamentos e deslizamentos, sobretudo na região do bairro Itoupavazinha, que registrou mais de 101 mm de água num período de três horas – lembrando que a média prevista para o mês de março é de 147 mm. Até o início da noite, choveu, em média, 47,1 mm por toda a cidade, quantidade superior à soma dos dois últimos dias.

A Secretaria Municipal de Defesa do Cidadão (Sedeci), por meio da Defesa Civil, recebeu até às 21h20min 65 ocorrências no município. O vice-prefeito Mário Hildebrandt e o diretor de Defesa Civil, Adriano da Cunha, reuniram-se na sede da Prefeitura para acompanhar a situação e coordenar as primeiras ações emergenciais.

 

Rua Joinville, no cruzamento com a Almirante Barroso, no bairro Vila Nova | Foto: Arnaldo Zimmermann

 

De acordo com o AlertaBlu, a previsão indica que não haverá chuvas consideráveis no perímetro de Blumenau nas próximas horas. No domingo, dia 1º de abril, o sol deve aparecer com intensidade entre o período da manhã e início da tarde, favorecendo a elevação da temperatura. A partir do fim do dia, uma frente fria e o calor potencializam as áreas de instabilidade, que provocam pancadas de chuva com trovoadas e descargas elétricas. Há risco de temporal com rajadas de vento e chuva intensa em curto período de tempo.

 

Rua Nossa Senhora das Graças, bairro Ponta Aguda | Foto: GMT

 

Portanto, a comunidade deve permanecer em alerta para possíveis situações de alagamentos e desbarrancamentos. A orientação da Defesa Civil é de que aquelas pessoas que não precisam sair de casa e estão em local seguro, não circulem pelas ruas, já que muitas ainda estão com água sobre a pista. Cidadãos que estiverem em situação de risco, com possibilidade de deslizamentos, queda de árvores, rachaduras ou problemas com energia elétrica, a orientação é de que se dirijam para um local seguro.

Neste momento, não há nenhum abrigo aberto na cidade. Em caso de necessidade de ativação, a Prefeitura de Blumenau seguirá as diretrizes estabelecidas no plano de contingência e fará o aviso prévio nos meios de comunicação oficiais.

Às 23h30min, a leitura do rio Itajaí-Açu apontava um nível de 3,27 metros, ou seja, ainda dentro do estado de vigilância. Segundo a Celesc, das mais de 150 mil unidades consumidores do município, cerca de 14,5 mil estão sem luz. A Defesa Civil segue em estado de plantão pelo telefone 199. Neste momento, a Prefeitura de Blumenau mantém 15 agentes trabalhando para registrar e verificar as demandas apresentadas pela comunidade.

Informações da Secretaria Municipal de Educação (Semed) dão conta de que três unidades de ensino foram atingidas pela chuva: a EBM Machado de Assis, na Itoupava Seca; o CEI Paulo Freire, na Itoupava Central; e o CEI Maike Andresen Deeke, no Badenfurt. Por outro lado, não há relatos de que unidades de saúde tenham sofrido algum dano decorrente do episódio.

Neste domingo, servidores municipais farão a limpeza dos espaços. Na ocasião, as equipes da Defesa Civil, da Companhia Urbanizadora de Blumenau (URB) e da Secretaria Municipal de Conservação e Manutenção Urbana (Seurb) estarão nas ruas para avaliar os estragos causados pelo evento climático e prestar atendimento à comunidade.

Por  Felipe Elias, da PMB

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS