terça-feira, 19 outubro 2021
InícioGeralCartas para Papai Noel já estão disponíveis para adoção nos Correios

Cartas para Papai Noel já estão disponíveis para adoção nos Correios

 

A 27ª edição do Papai Noel dos Correios começou nesta sexta-feira (11/11/16) e os catarinenses já podem adotar uma cartinha e atender o pedido de uma criança ao bom velhinho: muda de roupa nº 6, caminhão carreta, boneca barbie: tem de tudo, para todos os bolsos e gostos.

“O objetivo é satisfazer a grande quantidade de correspondências escritas ao Papai Noel, mas também incentivar a redação de uma carta pedindo alguma coisa com endereço e CEP”, afirmou Edio Augusto da Silva, diretor dos Correios em Santa Catarina.

Segundo o diretor, cerca de 15 mil correspondências foram recebidas. “Todas as cartas são retiradas por adotantes e em 99% dos casos o presente chega até a criança. Este 1% restante os Correios bancam”, informou Edio da Silva. Nesta edição, diferente das anteriores, os presentes serão entregues nas escolas e não na casa da criança. “Temos uma parceria com as escolas”, revelou o diretor.

Como adotar uma cartinha

Os interessados em adotar uma carta ao Papai Noel devem se dirigir até o dia 30 de novembro a um ponto de adoção. “Junto com a cartinha vem um código que deverá ser fixado no pacote. Ele contém um número que identifica o destino”, explicou Gildete Sampaio, servidora dos Correios.  Em

Solidariedade à flor da pele

Algumas cartas conquistam o coração dos adotantes imediatamente. Ana Beatriz (12), por exemplo, mora em um abrigo da Grande Florianópolis e depois de pedir um tênis adidas, um livro do youtuber Gabriel Gomes, uma caixa de maquiagem, afirmou “que não tinha mais o que pedir”. Rony Ramos, morador de Florianópolis, adotou a cartinha de Ana Beatriz. “Já fiz isso outras vezes, depois que minha filha nasceu minha sensibilidade aumentou”, justificou Ramos.

Manoela Dantas Costa (3) também escreveu ao Papai Noel. “Quero ganhar uma caixa registradora”, pediu a menina. “Ela já está acostumada, fez isso no ano passado”, contou Eunice Dantas Costa, mãe de Manoela.

Vítor Santos, da Agência AL

 

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS