quinta-feira, 23 setembro 2021
InícioAnimaisCão idoso é encontrado com feridas pelo corpo, amarrado ao sol e...

Cão idoso é encontrado com feridas pelo corpo, amarrado ao sol e em local sem higiene

O fato aconteceu na tarde desta segunda-feira (2/08) no bairro Progresso, em Blumenau.

Uma guarnição da Polícia Militar foi acionada às 13h44 desta segunda-feira (2/08/21) para atender uma ocorrência de maus-tratos contra animais na Rua João Machado, no bairro Progresso, em Blumenau.

Ao chegar no local, os policiais encontraram um cão de grande porte com várias feridas pelo corpo, amarrado no sol em um local pequeno sem as mínimas condições de higiene. Havia fezes espalhadas no local que já estavam mofadas e com cheiro muito forte.

Um homem de 35 anos se apresentou como responsável pelo cão. Ele disse à guarnição que adotou o animal, que já era idoso e estava doente. Relatou também, que comprou diversos remédios e pomadas na agropecuária para tratar das feridas, mas não conseguiu resolver.

Sem condições financeiras, ele também não conseguiu levar o animal para um veterinário. Além disso, alegou que ninguém queria transportá-lo dentro veículo por causa dos ferimentos e da perda de pêlos.

Após contato com a Polícia Civil, foi repassado o número de celular de uma pessoa que se deslocou ao local com uma equipe do Cepread (Centro de Prevenção e Recuperação de Animais Domésticos) para avaliar o estado de saúde do cão.

O homem foi notificado pela situação de abandono e tem prazo de dez dias para limpar o terreno, colocar um telhado na casinha e levar o cão ao veterinário. O nome do animal é Sadão e por enquanto permanece aos cuidados dele, com acompanhamento da equipe do Cepread.

Um fiscal da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) da prefeitura de Blumenau e uma veterinária estiveram no local e serviram como testemunhas do crime. Mesmo com o prazo estabelecido pelo Cepread para regularizar a situação, o artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais (9.605/98) configurou crime de maus tratos (lei 1.095/2019) que aumentou a pena de reclusão de dois para cinco anos.

Além disso, a pena para quem for condenado estabelece multa e proíbe a guarda de animal de estimação. O homem foi conduzido à Central de Plantão da Polícia Civil, onde foram tomadas as medidas legais e registrado o boletim de ocorrência.

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS