quinta-feira, 9 dezembro 2021
InícioGeralCaminhoneiro é preso por dirigir embriagado em rodovia estadual de Joinville (SC)

Caminhoneiro é preso por dirigir embriagado em rodovia estadual de Joinville (SC)

 

 

 

Foto: Polícia Militar Rodoviária de SC

 

A Polícia Militar Rodoviária (PMRv) prendeu o motorista de um caminhão na madrugada deste sábado (29/02/20), que transitava no Km 3,6 da rodovia SC A101A, em Joinville (SC).  A abordagem aconteceu às 00h30 no Posto 18 e o homem de 47 anos foi convidado a fazer o teste do bafômetro que acusou 0,44 mg/l de álcool na corrente sanguínea.

Ele conduzia um caminhão trator acoplado a um semirreboque. O motorista foi preso e conduzido à delegacia do município. Além de ser autuado pela infração, teve a carteira de habilitação (CNH) recolhida, pagará multa no valor de R$ 2.934,70 e poderá até ter o direito de dirigir suspenso por um ano.

Álcool e direção sempre potencializam a ocorrência de acidentes. Imaginem o que não poderia ter acontecido com um veículo desse porte.

 

Efeitos do álcool no organismo, segundo dados do DNIT:

Dirigir pode parecer algo simples, quase automático, mas envolve ações complexas, de forma que o condutor deve estar sempre atento para perceber e analisar situações de perigo, bem como decidir como agir e concretizar a ação com rapidez e precisão.

Após o consumo de bebidas alcoólicas, o organismo absorve o álcool, que é então levado para a corrente sanguínea, chegando ao cérebro e comprometendo a capacidade de dirigir. Isso acontece porque a ingestão de álcool tem consequências sobre:

Confiança: A bebida alcoólica pode deixar as pessoas mais confiantes, eufóricas e desinibidas. No trânsito, esse excesso de confiança pode levar o condutor a subestimar o limite de velocidade e a sinalização, e a realizar manobras perigosas.

Atenção: As vias são ambientes repletos de informação e em constante mudança, com a circulação de pedestres e outros veículos, edifícios, sinalização, árvores, animais, intempéries, etc. Logo, é fundamental estar atento a qualquer situação de risco. O álcool, contudo, diminui a atenção, prejudica a percepção e a memória, causa desorientação e confusão mental, o que compromete a direção segura.

Visão: Sob o efeito do álcool, reduz-se a visão periférica, que nada mais é do que a capacidade de perceber aquilo que está em volta do seu foco principal. Isso pode fazer com que você, ao olhar para a pista, não enxergue um pedestre prestes a atravessar a via. Também se diminui a acuidade visual, ou seja, a capacidade de diferenciar detalhes, contorno e forma, dificultando, por exemplo a visualização das placas de trânsito. Além disso, fica comprometida a noção de distâncias.

Decisão: Depois de perceber uma situação de perigo, o condutor deve ser capaz de analisá-la e de decidir que ação realizar. Porém, sob efeito do álcool, a capacidade de julgamento e crítica é prejudicada, e o condutor tem dificuldade em decidir como agir, ainda mais em poucos segundos, como requer uma situação de risco no trânsito.
Ação: O álcool prejudica o equilíbrio, a coordenação motora e os reflexos, e deixa o condutor apático e lento. Em uma situação de perigo à frente, o condutor não terá condições de agir para evitar um acidente.

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS