domingo, 25 julho 2021
InícioEsporteBlumenauense conquista vaga na seleção de handebol para Olimpíada de Tóquio

Blumenauense conquista vaga na seleção de handebol para Olimpíada de Tóquio

Rudolph Hackbarth participou do Pré-Olímpico em Montenegro, onde o Brasil enfrentou as seleções da Noruega, Coreia do Sul e Chile.

O atleta de Blumenau, Rudolph Hackbarth, conquistou neste fim de semana com a Seleção Brasileira de Handebol, uma vaga para a Olimpíada de Tóquio. A equipe esteve em Montenegro, para a disputa de um quadrangular do Pré-Olímpico de handebol masculino.

O Brasil enfrentou as seleções da Noruega, Coreia do Sul e Chile. Foram duas vitórias e uma derrota. Na última rodada os brasileiros garantiram a vaga ao vencer os chilenos pelo placar de 26 a 24. Mas a comemoração precisou esperar até a confirmação da vitória da Noruega sobre os sul-coreanos, pelo placar de 44 a 31.

Rudolph disputou todos os jogos na competição e marcou três gols. Ele destacou a vaga conquistada neste Pré-Olímpico e citou o Pan-Americano de Lima em 2019. “Eu estava no grupo que não conseguiu a vaga olímpica naquela competição e desde então estava esperando pelo momento de jogar pela seleção e brigar pela vaga”, diz.

O blumenauense conta que o resultado obtido neste fim de semana traz um sentimento de felicidade e alívio. “Sabemos que a participação nas Olimpíadas é muito importante pra modalidade no país. Agora é treinar para estar entre os convocados para Tóquio”, completa.

Rudolph retorna agora para o Club Balonmano Ciudad de Logroño, da Espanha, e vai trabalhar para estar entre os 14 atletas que formarão a equipe de handebol masculina do Brasil. Esses jogadores vão integrar a delegação brasileira para os Jogos de Tóquio que até o momento já soma 195 atletas.

Além do Brasil, estão classificadas para a disputa do handebol as seleções da Dinamarca (atual campeã mundial e olímpica), Japão, Espanha, Argentina, Egito, Bahrein, Noruega, Suécia e Alemanha. Duas vagas para a Olimpíada de Tóquio ainda estão abertas.

Por Adriano Lins [SECOM/BNU]

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS