sexta-feira, 16 abril 2021
Início Geral Blumenau tem 53 focos de dengue, o maior do Vale do Itajaí

Blumenau tem 53 focos de dengue, o maior do Vale do Itajaí

Relatório Dengue jan2014

Os dados podem ser encontrados no novo serviço que a Diretoria de Vigilância Epidemiológica, do governo do Estado de Santa Catarina disponibilizou. O relatório é atualizado diariamente de casos e focos de dengue em Santa Catarina. As chuvas e temperaturas elevadas, aumentam as chances de proliferação do mosquito.

Blumenau tem os dados mais preocupantes no Vale do Itajaí, afinal são 56 focos, mas ainda em forma aquática. No litoral, a cidade de Itapema tem 53 seguido por  Balneário Camboriú com 30. Felizmente a maioria dos registros, não identifica a forma adulta. Joinville, tem um número ainda maior: são 95. Mas é em São Miguel do Oeste, onde o número de focos chega a 379 e formas aquáticas 1562, que a situação é mais preocupante.

Os dados tem uma lista com o número de casos dengue, suspeitos, confirmados, descartados e aguardando resultado por município; sendo um mapa interativo, com o número de focos registrados em cada município. Eles são atualizados de forma colaborativa pelas gerências, que abastecem o sistema diariamente com dados locais.

O estado registrou um aumento significativo no número de focos do Aedes aegypti em 2013, principalmente na região Oeste. Em 2013, Santa Catarina deixou de ser o único estado brasileiro sem circulação do vírus da dengue. Foram notificados casos em Chapecó e em Itapema, em que as pessoas se infectaram no próprio município. Antes, todos os casos vinham de outros estados.

Acompanhe alguns dados do relatório:

  • Blumenau – possui 56 focos de dengue, onde são 519 formas aquáticas, mas nenhuma adulta.
  • Itapema – possui 53 focos de dengue, onde são 294 formas aquáticas, mas nenhuma adulta.
  • Balneário Camboriú – possui 30 focos de dengue, onde são 167 formas aquáticas, mas nenhuma adulta.
  • Pomerode – possui 11 focos de dengue, onde são 43 formas aquáticas, mas nenhuma adulta.
  • Indaial –  possui 6 focos de dengue, onde são 38 formas aquáticas, mas nenhuma adulta.
  • Brusque  – possui 3 focos de dengue, onde são 23 formas aquáticas, mas nenhuma adulta.
  • Gaspar –  possui 3 focos de dengue, onde são 14 formas aquáticas, mas nenhuma adulta.
  • Guaramirim –  possui 2 focos de dengue, onde são 56 formas aquáticas, mas nenhuma adulta.

Para acessar o relatório completo, clique aqui

Veja abaixo dicas de prevenção.

  • Evite que a água da chuva fique depositada e acumulada em recipientes como pneus, tampas de garrafas, latas e copos.
  • Não acumule materiais descartáveis desnecessários e sem uso em terrenosbaldios e pátios.
  • Trate adequadamente a piscina com cloro. Se ela não estiver em uso, esvazie-a completamente sem deixar poças de água. Manter lagos e tanques limpos ou criar peixes que se alimentem de larvas.
  • Lave com escova e sabão as vasilhas de água e comida de seus animais de estimação pelo menos uma vez por semana.
  • Coloque areia nos pratinhos de plantas e remova duas vezes na semana a água acumulada em folhas de plantas. Em bromélias, utilizar jato forte de água na axila das folhas a cada dois dias.
Avatar
O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS