quarta-feira, 27 outubro 2021
InícioEconomiaBlumenau sedia discussão sobre a estruturação da Rota do Leite nos três...

Blumenau sedia discussão sobre a estruturação da Rota do Leite nos três estados da macrorregião Sul

Nesta quarta (24) e quinta-feira (25), a Universidade Regional de Blumenau (FURB) vai sediar uma importante discussão. Trata-se da estruturação da Rota do Leite nos três estados da macrorregião Sul do país. O evento, coordenado pela Rede de Cooperação para o Desenvolvimento Sustentável: Patrimônio cultural e Indicação Geográfica, no âmbito das discussões do Projeto Queijo Kochkäse, vai contar com a presença de representantes do Ministério da Integração Nacional.

O objetivo do Ministério da Integração Nacional é reunir esforços para convergir às ações de diversos parceiros federais, estaduais e municipais para o desenvolvimento da cadeia produtiva do leite em áreas promissoras (produtoras de leite), a fim de promover o desenvolvimento regional de forma coordenada, convergente e cooperada.

O Programa Rotas da Integração Nacional, no qual a Rota do Leite está inserida, é a estratégia de desenvolvimento regional do Ministério da Integração Nacional, cujo objetivo é a estruturação das cadeias produtivas priorizadas e a integração econômica das regiões menos desenvolvidas do país.

O Projeto Queijo Kochkäse

Kochkaese_queijoUm dos tópicos do evento será a discussão sobre o Queijo Kochkäse. Típico da região do Vale do Itajaí e da tradição alemã, é feito de modo caseiro, sem pasteurização do leite.

Por se tratar de um queijo produzido à base de leite cru, não tem aprovação da Vigilância Sanitária para a venda, o que representa um dos sérios problemas que pode levar ao desaparecimento deste que é considerado um patrimônio cultural da região.

Diante desta preocupação, há cerca de cinco anos a FURB iniciou um estudo antropológico do sistema de produção e consumo, além de análise microbiológicas das matérias-primas e do produto final e análises veterinárias do rebanho de cinco municípios da região: Timbó, Blumenau, Indaial, Pomerode e Benedito Novo. O estudo, assim como as reuniões e oficinas envolvendo o Ministério da Agricultura são tentativas para regulamentar o queijo para comercialização bem como tombá-lo como patrimônio histórico cultural, artístico e cultural de Santa Catarina.

E um dos passos é justamente obter o registro de Indicação Geográfica. Trata-se de registro conferido a produtos ou serviços característicos do seu local de origem, que se distinguem dos similares disponíveis no mercado. Apresentam qualidade única em função das condições geográficas naturais como solo, vegetação, clima e modo de produção.

Abaixo agenda completa do Encontro:

Quarta-feira (24) – Horário: 14h-18h
– Reunião da “Rede de Cooperação para o Desenvolvimento Sustentável: Patrimônio Cultural e Indicação Geográfica”
– Apresentação do Projeto Queijo Kochkäse
– Reunião da Comissão de Organização do Workshop Catarinense de Indicação Geográfica e Mostra de Produtos Tradicionais
Local: Auditório da Biblioteca, Campus 1 da FURB.

Quinta-feira (25) – Horários: 8h-12h e 14h-18h
– Reunião Preparatória da Oficina Macrorregional Sul: Rota do Leite – Santa Catarina
Local: Auditório da Biblioteca, Campus 1 da FURB.
Enviar para um amigo Comentar Sugerir pauta Imprimir

Texto: Giovana Pietrzacka | via FURB

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS