quarta-feira, 27 outubro 2021
InícioEconomiaBlumenau registra queda de 0,79% na inadimplência

Blumenau registra queda de 0,79% na inadimplência

Por Karin Bendheim

O índice de inadimplência de Blumenau caiu 0,79% em setembro de 2016, de acordo com os dados do Serviço de Proteção ao Crédito, o SPC, da CDL Blumenau. O cálculo é elaborado pelo Departamento de Economia de FURB e aponta que houve mais cancelamentos de registros (pagamento de dívidas e exclusão do cadastro) que novos registros (inadimplência de dívida e inclusão do cadastro), conforme mostra o gráfico 1.

 

indandiplencia-bnu-cdl_6-10-16_03
Fonte: Elaboração do Departamento de Economia da Universidade de Blumenau (FURB) com dados da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Blumenau.

 

De acordo com o professor e economista Bruno Thiago Tomio, do Departamento de Economia de FURB, esta é a terceira queda consecutiva no indicador. Porém, esta diminuição está desacelerando e quase se revertendo. Em relação ao número total de registros de setembro do ano passado, Blumenau apresenta decréscimo de 9,92%. Já em comparação ao mês anterior, agosto, houve uma queda de 11,76%.

A quantidade de novos registros de setembro deste ano é bem próxima aos valores registrados no ano passado (8,48% menor). Ao encontro desse dado, em relação a agosto deste ano, houve uma queda no cancelamento de registros (-24,68%). Esta é a segunda queda mensal consecutiva.

Para o presidente da CDL Blumenau, Helio Roncaglio, é preciso ficar atento para manter a queda da inadimplência. “A economia já começou a dar pequenos sinais de melhora, mas ainda requer muita atenção. Por isso, a CDL tem desenvolvido trabalhos nessa área, especialmente para diminuir a inadimplência” afirma Roncaglio.

O presidente explica que todas as semanas uma equipe da Furb está na CDL Blumenau para orientações financeiras gratuitas para pessoas físicas e jurídicas. Além disso, uma vez por mês, a CDL promove o Fórum Análise de Crédito, que discute com os lojistas ações para melhor a análise do crédito e, consequentemente, diminuir a inadimplência.

Panorama

Em relação aos outros dados sobre a inadimplência em Blumenau, o mês de setembro de 2016 apresenta diminuição em quase todos os indicadores, ao contrário do que foi encontrado no mês anterior. No Quadro 1 há um resumo desses dados, com as variações mensal (agosto em relação a setembro de 2016) e anual (setembro de 2015 em relação a setembro de 2016).

Em relação à variação mensal, destacam-se as quedas verificadas no número de registros (-11,76%), no número de pessoas (-8,32%) e no valor total que a população deve às empresas (-4,13%). Em relação a setembro de 2015, há quedas significativas nos registros (-8,48%) e pessoas (-4,46%), e elevações expressivas nos valores cancelados (129,71%). Os dados de inadimplência deste ano diferem bastante dos dados encontrados do ano passado, que são justificados pelo momento econômico ruim do Brasil, de Santa Catarina e de Blumenau.

 

Fonte: Elaboração do Departamento de Economia da Universidade de Blumenau (FURB) com dados da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Blumenau.
Fonte: Elaboração do Departamento de Economia da Universidade de Blumenau (FURB) com dados da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Blumenau.

 

De acordo com Tomio, os dados de cancelamento deste mês apontam fatores positivos e negativos, conforme quadro 2. Em relação ao mês anterior, destacam-se as seguintes quedas: número de cancelamentos (-7,01%), número de pessoas (-5,71%) e valor recuperado (-13,61%). Em relação a variação anual (setembro de 2015 em relação a setembro de 2016), o comércio de Blumenau aumentou o número de cancelamentos de registros em 7,83% e o número de pessoas canceladas em 10,51%. Destaque vai para o valor recuperado pelos lojistas, que é três vezes e meia maior do que o valor de setembro de 2015.

 

Fonte: Elaboração do Departamento de Economia da Universidade de Blumenau (FURB) com dados da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Blumenau.
Fonte: Elaboração do Departamento de Economia da Universidade de Blumenau (FURB) com dados da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Blumenau.

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS