segunda-feira, 10 maio 2021
Início Eleições Blumenau pode ser pioneira na emissão de documento nacional unificado

Blumenau pode ser pioneira na emissão de documento nacional unificado

 

Por Aline Franzoi Santos Fleith, com fotos de Eraldo Schnaider

O prefeito Mário Hildebrandt recebeu, na manhã desta sexta-feira (4/05/18), o presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE/SC), desembargador Ricardo José Roesler, para a assinatura de um protocolo de intenções que celebra cooperação técnica para a integração de recursos de infraestrutura de Tecnologia da Informação, visando a prestação de serviços integrados à comunidade.

 

 

Após a integração das bases de dados, a intenção é formalizar um convênio para autorizar o início do serviço de confecção do Documento Nacional de Identificação (DNI), que reunirá num único documento a carteira de identidade, o título de eleitor e o CPF. Desta forma, Blumenau poderá ser a primeira cidade de Santa Catarina a emitir o DNI em parceria com o TRE, utilizando as estruturas descentralizadas da Praça do Cidadão nas Intendências da Vila Itoupava e do Garcia, bem como no Blumenau Norte Shopping.

 

 

“Este protocolo de intenções nos garantirá a integração técnica de diversos serviços, e na prática iniciará o processo burocrático para que nossos órgãos atuem em conjunto, facilitando a vida do cidadão. Além disso, é bom lembrar que o DNI inicia com a integração de três documentos, mas a partir da decisão de hoje, podemos ter no futuro a integração de outros serviços públicos, como carteira de motorista e passaporte. Teremos muito trabalho pela frente”, destacou o presidente do TRE.

O prefeito aproveitou a ocasião para solicitar a revisão da decisão de agrupamento das seções eleitorais localizadas no Distrito da Vila Itoupava, centralização efetivada pela Justiça Eleitoral com a justificativa de redução de custos, mas que pode diminuir a participação da comunidade e o exercício da cidadania, visto que as seções desativadas ficam em áreas rurais. O presidente do TRE se comprometeu em avaliar a demanda.

“Estas são ações estratégicas elencadas na política de desconcentração de serviços da Prefeitura de Blumenau, com o objetivo de facilitar o acesso da população que reside em áreas mais distantes a serviços públicos essenciais”, ressaltou o prefeito Mario Hildebrandt.

Avatar
O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS