Balneário Camboriú, Bombinhas e Barra Velha tem vários pontos impróprios para o banho

Foto: divulgação prefeitura de Balneário Camboriú
Foto: divulgação prefeitura de Balneário Camboriú

 

Dos 214 pontos analisados nas praias catarinenses, 138 estão próprios para banho. A informação está no sétimo relatório de balneabilidade divulgado nesta sexta-feira (20/01/16), pela Fundação do Meio Ambiente. O número corresponde a 64,5% do total de locais avaliados.

As coletas e análises foram feitas entre os dias 16 e 19 de janeiro. Em relação ao relatório da semana passada, 13 pontos passaram a ser impróprios e outros três passaram para próprio.

Em Florianópolis, dos 75 pontos monitorados, 49 (65,3%) estão próprios para banho e, nos demais locais do estado, 89 (64%) estão próprios.  “As chuvas no final do dia e na madrugada influenciam diretamente o resultado. Apesar do aumento de locais impróprios, o relatório deste ano ainda é melhor que o do mesmo período do ano passado, que apresentava 135 pontos próprios”, explica o técnico de Laboratório da Fatma, Marlon Daniel da Silva.

O técnico salienta que os banhistas devem evitar entrar na água perto de saídas pluviais e de rios. As tradicionais placas que apontam as condições das praias têm sido constantemente alvo de vandalismo, por isso é importante a consulta pela internet antes do banho de mar.

Em Balneário Camboriú, oito pontos foram considerados impróprios para o banho: no meio da praia de Laranjeiras (ponto 6), paia de Taquaras (Lagoa de Taquaras), Pontal Norte, Portal Sul em frente à rua 4.900 e também em frente das ruas 51, 1.400, 2.500 e 4.000; além da praia do Estaleiro, entre as ruas Domingos Fonseca e Napoleão Vieira.

Em Bombinhas foi a metade, mas quatro pontos apareceram nessa lista. Eles ficam localizados em frente das ruas Triba, Av. Ver. Manoel José dos Santos (1.149), canto direito da praia (próximo ao riacho) na praia Canto Grande, na Rua Jequiti próximo ao trapiche.

Barra Velha também teve 3 pontos impróprios, que ficam em frente da Rua Dr. Plácido Gomes de Oliveira (nº 336), Avenida Armando Petrelli (nº 555), ruas Humberto Pimentel e Antônio Pimentel da G. Moura.

 

Como é feito

Para dizer se um ponto é próprio ou impróprio para banho, a Fatma analisa a presença da bactéria Escherichia Coli, presente em fezes de animais e humanos. São necessárias cinco coletas consecutivas para se obter o resultado. Para esta temporada, as amostras começaram a ser coletadas em 31 de outubro. Quando em 80% das análises a quantidade da bactéria é inferior a 800 por 100 mililitros, o ponto é considerado próprio. O programa da Fatma é um dos mais completos do Brasil e executado há 40 anos.

Os pontos analisados são nos municípios de Araranguá, Bal. Arroio do Silva, Bal. Gaivota, Bal. Camboriú, Bal. Da Barra do Sul, Bal. Rincão, Barra Velha, Biguaçú, Bombinhas, Florianópolis, Garopaba, Gov. Celso Ramos, Imbituba, Itajaí, Itapema, Itapoá, Jaguaruna, Joinville, Laguna, Navegantes, Palhoça, Passo de Torres, Penha, Piçarras, Porto Belo, São Francisco do Sul e São José.

Confira a lista divulgada pela FATMA

[pdf-embedder url=”https://oblumenauense.com.br/wp-content/uploads/2017/01/Relatorio_praias_banho_20-01-17.pdf”]