terça-feira, 21 setembro 2021
InícioVale do ItajaíPresidente GetúlioAuditoria nos Bombeiros Voluntários de Presidente Getúlio apurou irregularidades

Auditoria nos Bombeiros Voluntários de Presidente Getúlio apurou irregularidades

Segundo uma nota, foram constatados pagamentos suspeitos superiores a R$ 187 mil. Cerca de R$ 90 mil estão vinculados ao mesmo recebedor.

A Associação de Serviços Sociais Voluntários de Presidente Getúlio, no Alto Vale do Itajaí, recebeu na terça-feira (13/04/21) o resultado da auditoria interna realizada pela Poffo & Lindner Soluções Empresariais, de Rio do Sul, que verificou a documentação financeira no período de janeiro de 2015 a setembro de 2020.

A análise confrontou os procedimentos com a legislação e estatuto social da corporação. A reorganização da gestão da entidade teve o acompanhamento da diretoria e conselheiros da Associação dos Bombeiros Voluntários em Santa Catarina (ABVESC).

Segundo o comandante da unidade, Alex Lima, a auditoria foi instaurada após polêmicas vinculadas ao desligamento de funcionários e conselheiros, com repercussão no âmbito judicial.

Segundo o presidente da Diretoria da Associação, Gilberto Gonçalves, o propósito da análise dos documentos é dar transparência dos atos da gestão para a comunidade e estabelecer procedimentos corretos daqui por diante tanto do setor administrativo quanto operacional.

“Os equívocos apontados pela auditoria serão corrigidos e, se necessário, vamos buscar reparações pela via judicial. Não podemos aceitar que a entidade tenha prejuízo, de qualquer natureza, bem como mostrar transparência”, reforçou.

O levantamento apurou 5.785 lançamentos entre janeiro de 2015 e setembro de 2020, quando segundo o comando, foram constatados pagamentos de despesas em duplicidade; (ii) inconsistências na compra de suprimentos administrativos vinculados a empresa de informática; (iii) ausência de controles de ordens de compra, além de divergências na conciliação do movimento financeiro com os documentos fiscais.

Outra questão analisada que apresentou desconformidade, foram os pagamentos à funcionários e prestadores de serviço da associação sem a devida comprovação fiscal. Alguns eram superiores a R$ 187 mil, em que R$ 90.442,00 foram destinados para um recebedor.

O relatório entregue faz uma série de sugestões para melhoria dos procedimentos da gestão da Entidade, entre eles documentar os atos administrativos por meio de recibos timbrados, e em três vias; fazer aquisições com ordens de compra numerada e assinada pelo responsável do setor conforme orçamento aprovado; bem como fazer prestação de contas periódica com os associados.

Foto: Bombeiros Voluntários de Presidente Getúlio (SC)

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS