terça-feira, 7 dezembro 2021
InícioEconomiaAssociações empresariais se encontram em Blumenau para reunião regional da Facisc

Associações empresariais se encontram em Blumenau para reunião regional da Facisc

ACIB-Facisc_02

Texto: Cristiane Soethe Zimmermann 

“Vivemos em um lugar diferenciado, mas precisamos fazer algo. Apenas o empresário que ousar e não se acomodar vai para frente”, afirmou o presidente da Facisc (Federação das Associações Empresariais de Santa Catarian), Ernesto Reck, em reunião regional da entidade, ocorrida nesta terça-feira (31) na Acib, em Blumenau. Ao falar do atual momento político e econômico, Reck ressaltou que, apesar da crise, é preciso ser otimista.

O presidente da Facisc falou aos representantes de 11 associações empresariais da região presentes no encontro sobre a estrutura da Facisc, o processo eleitoral da entidade e as principais bandeiras defendidas, tais como: melhoria da infraestrutura e da gestão na aplicação dos recursos públicos, combate à corrupção, voto aberto em todas as instâncias, redução e simplificação da carga tributária, desenvolvimento econômico sustentável, e maior aproximação entre as classes empresarial e política.

Reck aproveitou para passar informações aos presidentes das associação empresariais sobre as soluções da Facisc, como os cartões Util Card, e as parcerias estratégicas. Além disso, ressaltou a importância de alinhar o discurso e o planejamento entre a federação e as ACI’s.

Defesa Civil

Também esteve presente na reunião o secretário da Defesa Civil de Santa Catarina, deputado Milton Hobus. Ele apresentou o planejamento de estruturação do Estado na área de prevenção de desastres naturais. Entre os projetos em execução, destacou a sobrelevação das barragens Oeste e de Ituporanga, ambas com inauguração prevista para julho deste ano. “Teremos mais capacidade operacional para administrar antes da chuva. Apenas com essas barragens já conseguiremos reduzir alguns metros de enchente”, apontou.

Hobus também citou outras obras que estão sendo realizadas como a barragem de Botuverá e mais sete barragens no Alto Vale, além do Centro de Monitoramento, que está em fase de licitação. “Estamos fazendo grandes investimentos para que tenhamos os 295 municípios integrados e possamos proteger os cidadãos”. Existe também uma proposta de autossuficiência da Defesa Civil, com potencial de geração de energia elétrica, por meio da Celesc. Segundo o secretário, é possível quase dobrar a geração de energia da Celesc com os novos sistemas e 20% desses recursos seriam destinados ao Fundo Estadual da Defesa Civil.

Milton Hobus

 

ACIB-Facisc_03

ACIB-Facisc_04

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS