terça-feira, 27 julho 2021
InícioEventosAs criativas e modernas esculturas do projeto “Os Gatos de Edith”

As criativas e modernas esculturas do projeto “Os Gatos de Edith”

 

Por Claus Jensen, com cobertura de Marlise Cardoso Jensen

Nesta quinta-feira (22/03/18), o Horto Botânico Edith Gaertner, recebeu as oito esculturas do projeto “Os Gatos de Edith”. No local estão sepultados os  animais da homenageada, que viveram entre o começo dos anos 1920 e o fim de 1960. Nas lápides originais, estão os nomes de Pepito, Peterle, Milr e Mirk.

A data foi escolhida, porque nesse mesmo dia, há 136 anos atrás, nasceu Edith, caçula de oito irmãos, filha de Victor Gaertner, sobrinho-neto do Dr. Blumenau. O pai era cônsul da Alemanha, e a mãe, fundadora da Sociedade Teatral Frohsinn, o primeiro teatro da cidade. Em vez dela vender o terreno onde hoje está o museu, com bom valor comercial, ela doou para a cidade.

As peças modernas feitas com cerâmica e pedaços de metal, misturadas nesse ambiente histórico, foram pagas com recursos do Fundo Municipal de Apoio à Cultura (FMAC). As obras foram criadas pelas integrantes do Grupo Barbotina, liderado por Gogo Casas, e que conta com a participação das artistas Beliria Boni, Cema Raizer, Maristela Silveira, Mia Ávila, Pakawon T. Martin e Sueli Freygang.

Antes de cada uma mostrar o resultado de seu trabalho, coberto por um pano, as artistas explicaram ao público que prestigiou o evento, o que lhe inspiraram e desejam transmitir. Colaboradoras da Fundação Cultural, caracterizadas com roupas da época, contaram parte da história da colonização de Blumenau, interpretando a mãe Rose e a filha Edith.

Após a cerimônia e apresentação, todos foram convidados para se servirem de bolachas em forma de gatos. O horto é mantido pela Fundação Cultural de Blumenau (FCBlu) e fica localizado nos fundos do prédio e também do Museu da Família Colonial.

Quem quiser visitar o espaço, que tem acesso gratuito, pode fazê-lo de terça-feira a domingo, das 10h às 16h, com entrada pela Rua 15 de Novembro (ao lado do Mausoléu Dr. Blumenau) ou pela Rua das Palmeiras, por meio da Biblioteca Dr. Fritz Müller.

Confira o vídeo com as artistas explicando as suas esculturas, depois entrevistas da coordenadora do Grupo Barbotina e do presidente da Fundação Cultural de Blumenau.

 

 

 

Claus Jensenhttp://www.oblumenauense.com.br
Trabalhei com publicidade há mais de 30 anos, fiz teatro durante 8, apresentei programa de televisão outros 5 e sou blogueiro desde 2007. Mas minha maior paixão é a família, e claro, essa fascinante Blumenau.

MAIS LIDAS