sábado, 23 janeiro 2021
- Propaganda -
Início Economia Apesar da crise, micro e pequenos negócios investem para se desenvolver
- Propaganda -

Apesar da crise, micro e pequenos negócios investem para se desenvolver

04:54

Ido Steiner, presidente da BluSol e empresário
Ido Steiner, presidente da BluSol e empresário

O ano de 2014 não foi fácil para a economia brasileira. No primeiro semestre houve recessão técnica, já que nos dois primeiros trimestres seguidos tivemos queda de crescimento. No terceiro semestre o crescimento foi de 0,1%, de acordo com os dados divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Os números não são animadores. Mas, os empreendedores de pequenos negócios parecem não desanimar. Dados da BluSol, instituição de microcrédito com sede em Blumenau e presente em outras 13 cidades catarinenses, vão ao encontro dessa necessidade e apontam um crescimento no total de recursos emprestados. De janeiro a novembro de 2014, a instituição emprestou R$ 33.039.281,01 aos empreendedores de micro e pequenos negócios para que pudessem investir em novos empreendimentos ou realizar melhorias. O valor representa cerca de 8% a mais que no mesmo período do ano passado.

A maior parte dos recursos (66,35%) foi para o setor de serviços, seguido do comércio, com (27,88%). Uma parcela menor é investida na produção (3,40%) e outra no meio rural (2,37%). Tudo isso dividido entre mais de 11 mil clientes que buscam alternativas para se manter competitivos no mercado. Outro dado que chama a atenção é que as mulheres estão à frente quando o assunto são os negócios. Em 2014 elas foram responsáveis por 58,48% por empréstimos.

O investimento é a chave para o crescimento econômico e deve ser entendido como um gasto que vai gerar um novo bem ou serviço. No caso do microcrédito, normalmente, o empreendedor já tem bem claro a necessidade do investimento. E isto é muito importante, porque se não tiver um objetivo, um foco bem definido, vai jogar dinheiro fora. Para o micro e pequeno empreendedor que está pensando em fazer um empréstimo, o crédito deve ser usado para ampliar os negócios e gerar mais renda.

É importante lembrar que o investimento deve gerar uma melhora, preferencialmente nas próprias condições de trabalho, viabilizar pagar as prestações e ainda sobrar dinheiro, gerando assim um efeito positivo para a própria família e para a sociedade como um todo.

Texto: Ido Steiner

Avatar
O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br
- Propaganda -  
 
 
 
 

MAIS LIDAS