sábado, 16 outubro 2021
InícioBR-470Acordo viabiliza R$ 300 milhões para duplicação da BR-470, entre Blumenau e...

Acordo viabiliza R$ 300 milhões para duplicação da BR-470, entre Blumenau e Indaial

A parceria foi celebrada entre o Ministério da Infraestrutura e o Governo de Santa Catarina no fim da tarde desta quarta-feira (15/09).

O Governo de Santa Catarina está autorizado a investir R$ 465 milhões nas obras de ampliação da capacidade e revitalização de quatro rodovias federais. O governador Carlos Moisés e o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, assinaram o Acordo de Cooperação Técnica que garante a parceria no fim da tarde desta quarta-feira (15/09/21), em Brasília.

Do valor total, R$ 300 milhões serão destinados para a duplicação da BR-470 no trecho entre Navegantes e Indaial. Para a BR-163 (entre Dionísio Cerqueira e São Miguel do Oeste), estão destinados R$ 100 milhões, já a BR-280 (entre São Francisco do Sul a Jaraguá do Sul) vai receber R$ 50 milhões, e na BR-285 (entre Timbé do Sul até a divisa com o Rio Grande do Sul), serão investidos R$ 15 milhões.

O Acordo de Cooperação Técnica é celebrado entre o Ministério da Infraestrutura e o Governo do estado, por intermédio do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e da Secretaria de Estado da Infraestrutura, respectivamente.

Conforme o cronograma de execução financeira, o Governo do Estado investirá mais de R$ 125,86 milhões ainda neste ano, com pagamentos mensais a partir de outubro. Os outros R$ 339,14 milhões serão aplicados entre janeiro e julho de 2022.

Pelo acordo, o DNIT seguirá responsável por acompanhar, orientar, fiscalizar e prestar apoio técnico à execução das obras, enquanto o Governo do Estado apoiará financeiramente para que os trabalhos sejam concluídos o mais rapidamente possível.

O ato de assinatura em Brasília foi acompanhado pelos parlamentares da bancada federal catarinense. Mais cedo, pela manhã, uma solenidade em Navegantes também contou com a presença de diversas lideranças do Vale do Itajaí.

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS