segunda-feira, 18 outubro 2021
InícioGeralAcadêmicos de Engenharia da FURB são destaque em concurso nacional

Acadêmicos de Engenharia da FURB são destaque em concurso nacional

academicos-engenharia-FURB-2014

O curso de Engenharia Civil da FURB marcou presença entre os dias 21 e 23 de maio no primeiro Concurso RVC (Reforço de Vigas de Concreto), evento paralelo à primeira edição do Congresso Brasileiro das Patologias da Construção Civil (CBPAT) promovido pela Associação Brasileira de Patologia das Construções (ALCONPAT). O projeto desenvolvido pelos acadêmicos do nono semestre Marcelo de Souza, Nathã Zimermann e Marco Reinert foi classificado em quarto lugar, entre 15 universidades de todo o país.

O concurso, que aconteceu no Parque Tecnológico Itaipu, em Foz do Iguaçu (PR), tinha como objetivo reforçar de uma viga de concreto armado de modo a aumentar sua capacidade de carga. Este procedimento deveria ser feito por meio da colagem de materiais de reforço a sua superfície exterior. A avaliação final levou em consideração a área de reforço, peso e carga máxima atingida pela estrutura criada.

Marcelo de Souza, integrante da equipe, destaca a experiência no concurso como “inesquecível, diferente, e importante para agregar novos conhecimentos e aperfeiçoar as nossas técnicas”. Ele também comenta sobre o legado para as próximas turmas da Instituição. “Fica para os próximos acadêmicos, além de tudo que vivemos, um incentivo aos que quiserem representar a FURB no futuro”, diz.

O grupo levou cerca de três meses para o desenvolvimento do projeto. O concreto utilizado na viga utilizava em sua composição basalto e argila expandida, proporcionando um material leve mas que, conforme as regulamentações do edital do concurso, deveria ser propositalmente frágil. Para o reforço foram usadas mantas de fibra de carbono, que segundo Souza, “são as mais resistentes do mercado atualmente, e que foram conseguidas diretamente com a fábrica, que fica em São Paulo”, comenta.

O coordenador do projeto, professor Nilton Speranzini, enalteceu a iniciativa e o bom resultado dos acadêmicos no concurso. Segundo ele, “Em se tratando de uma área nova que começa a surgir no Brasil, e por ser também o primeiro congresso do gênero realizado no país, nossa participação foi ótima e promete muito para o futuro. Os alunos mostraram vontade em aprender, tomaram a iniciativa em participar e fizeram acontecer”.

Assunto novo

A patologia das construções ainda é um assunto novo no país, mas que chega em boa hora por conta do crescente aumento do mercado da construção civil no país e da preocupação com a restauração de construções históricas e antigas. Este segmento tem como objetivo fundamental o estudo das causas e problemas na construção e durabilidade das edificações, além da busca por soluções destes problemas.

O professor da disciplina de patologia do curso de Engenharia Civil da FURB, Nilton Speranzini, comenta que o assunto “é uma novidade no Brasil, sendo que é um tema largamente discutido há muito tempo na Europa. E chega em boa hora, uma vez que a nossa construção civil busca métodos de reparo destas patologias, tanto em prédios antigos como em edificações recentes”.

Segundo estudos feitos na Europa nos anos 1970, quatro causas são apontadas como primordiais para a ocorrência de falhas nas construções: Projeto deficiente; falhas na execução; material mal empregado e a má utilização dos edifícios pelos seus moradores, nesta ordem.

Texto: Aristheu Formiga – André Luiz Bonomini/Estagiário | Foto(s): Divulgação

via FURB

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS