sábado, 31 julho 2021
InícioSaúdePopulação deve procurar ambulatórios quando não há risco imediato

População deve procurar ambulatórios quando não há risco imediato

Apesar da divulgação feita em hospitais e ambulatórios de saúde sobre os atendimentos à comunidade, muitas pessoas ainda procuram ajuda no lugar errado. Por isso, a Secretaria de Saúde orienta a população para quando houver a necessidade de consulta médica se dirigir aos Ambulatórios Gerais (AGs) do município nos casos em que não há risco imediato à saúde, como dores de cabeça, no corpo, garganta ou no ouvido. Além disso, os ambulatórios gerais também atendem aos problemas de diarréia, vômitos, enjoos, sintomas de gripes e resfriados e pequenos ferimentos, entre outros procedimentos. Para os hospitais, devem ser encaminhados os casos de urgência e emergência.

Vale reforçar também que a população conta com medicamentos gratuitos disponibilizados pelas farmácias tanto em horário normal quanto após as 21h. Segundo a secretária de Saúde, Maria Regina de Souza Soar, nos casos de emergência, quando há risco imediato à saúde, a população deve se dirigir ao pronto-socorro dos hospitais da cidade, permitindo assim que as consultas nos AGs sejam disponibilizadas para as pessoas ou famílias que não se encontram nesta situação de saúde.

Para a diretora de Ações em Saúde, Andréa da Silva, é necessário promover uma mudança de comportamento na população que está habituada a procurar um hospital quando poderia se dirigir ao ambulatório. “Casos de acidentes e outros fatores que coloquem em risco a perda da vida do paciente, além de mal súbitos, são situações em que é necessário procurar os hospitais da cidade”, explica.

Atendimento ampliado
Desde abril, os AGs do bairro Garcia e Velha estão atendendo a população em horário ampliado, das 21h às 24h. Desde então, mais de mil usuários são beneficiados por mês com atendimento médico. Com a medida da extensão de horário, numa iniciativa do Governo Municipal, fortalece a garantia de melhor qualidade de vida às famílias, principalmente às mães quando precisam de assistência médica para os filhos. A Secretaria de Saúde lembra que os serviços prestados à população, durante o horário ampliado, também são ofertados durante o expediente normal pelas equipes de profissionais dos AGs.

Texto de Joni César

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS